A Associação "Trilhos d'Esplendor" com sede na Praia de Quiaios, Figueira da Foz, pretende fazer em caminhadas guiadas uma descrição fotográfica da Flora da Serra da Boa Viagem e das Dunas de Mira, Gândara e Gafanhas. Também mostramos o uso fito-terapêutico desta Flora cujo valor na medicina tradicional é bem conhecido na população local. São todos convidados para descobrir a beleza florística desta terra. Visitem uma das regiões mais importantes de biodiversidade de Portugal!

Download of PDFs (2 Volumes - Eds. 2014):

"Polunin - Flowers of South-West Europe - revisited" (Vol. I - Introdução - 371 pp.) (->Download)

"Polunin - Flowers of South-West Europe - revisited" (Vol. II - Portugal - 1559 pp.) (-> Download)

(contains Web links to Flora-On for observed plant species, Web links to high resolution Google satellite-maps (JPG) of plant-hunting regions from the Iberian peninsula; illustrated text in Portuguese language)


Pesquisar neste blogue

Flora da Serra da Boa Viagem - Folha de Cálculo - > 500 Taxa - > 5000 Fotografias, Scans e Chaves

Polunin - Flowers of South-West Europe - revisited - última compilação

Polunin - Flowers of South-West Europe - revisited (Volume I - Portugal) Download PDFs (>300MB)

terça-feira, 5 de junho de 2012

Doronicum plantagineum L.

Doronicum plantagineum L.

Por
Horst Engels
(Associação Trilhos d’Esplendor, Figueira da Foz)






Doronicum plantagineum L. pertence à família Asteraceae (Compositae) e é uma espécie rara que se encontra normalmente apenas em pequenos núcleos isolados. Esta espécie tem a sua distribuição no Sul-Oeste da Europa (França; Península Ibérica (Espanha e Portugal); África-do-Norte) (Marrocos e Argélia). Ela ocorre na orla ou sob coberto de bosques perenifólios (azinhais ou sobreirais) ou caducifólios, mais raramente em prados e gândaras. Em locais geralmente sombrios. Foi agora (em 28.05.2012) encontrado um núcleo desta espécie na Serra da Boa Viagem. 
Em 2010 foram também descobertos 2 núcleos desta espécie no Algarve e Baixo Alentejo (Notas do Herbário Florestal do INRB (LISFA): Fasc. XXX). 


Doronicum plantagineum existe em 3 subespécies em Portugal, subsp. tournefortii, subsp. emarginatum e subsp. plantagineum (FRANCO, J.A., 1971-1984. Nova Flora de Portugal. vol. I-II Ed. do autor. Lisboa.). O núcleo de Doronicum plantagineum encontrado em 28.05.2012 na Serra da Boa Viagem insera-se geograficamente na distribuição da subespécie ssp. emarginatum e parece ser uma descoberta de um núcleo novo desta subespécie. Pelo menos desconhecemos exemplares herborizados de Doronicum plantagineum ssp. emarginatum da Serra da Boa Viagem. No entanto, a atribuição dos exemplares de Doronicum plantagineum encontrados à ssp. emarginatum tem de ser provisória, um vez que a caracterização e identificação de Doronicum plantagineum e das subespécies desta espécie apenas por caracteres morfológicos parece ser problemática, mesmo utilizando métodos da estatística multivariada (ÁLVAREZ FERNÁNDEZ, I., NIETO FELINER, G., 2001).


A existência da espécie Doronicum plantagineum é mencionada para a Serra da Boa Viagem - por exemplo, na Flora Digital de Portugal (veja: Flora Digital de Portugal). Mas ainda não foram publicados fotografias ou exemplares herborizados desta subespécie de Doronicum plantagineum.

O núcleo de Doronicum plantagineum (?ssp. emarginatum) encontrado na Serra da Boa Viagem existe numa extensão de apenas 20-30 x 2 m2  na margem de um trilho frequentado por ciclistas e caminheiros, e merece ser protegido com mais cuidados. Neste momento, o núcleo está extremamente ameaçado porque foram construidos na vizinhança imediata estruturas em madeira para corridas “downhill” de bicicletas. É um mero acaso deste núcleo de Doronicum da Serra da Boa Viagem (que possivelmente seja o único existente) ainda não ter desaparecido.


Identificação das espécies:




Distribuição de Doronicum plantagineum na Península Ibérica (Álvarez Fernández, I. 2003):









Algumas fotografias de Doronicum plantagineum da Serra da Boa Viagem:

























 



Links e Bibliografia:

Franco JA (1971, 1984). Nova Flora de Portugal (Continente e Açores), Volumes I e II. Edição do Autor. Lisboa.
Franco JA & Afonso MLR (1994, 1998, 2003). Nova Flora de Portugal, Volume III (fascículos I, II e III). Escolar Editora. Lisboa.

A multivariate approach to assess the taxonomic utility of ...

ÁLVAREZ FERNÁNDEZ, I., NIETO FELINER, G., 2001. A multivariate approach to assess the taxonomic utility of morphometric characters in Doronicum (Asteraceae, Senecioneae). Folia Geobotanica 36(4): 423-444.

Volume 90 Number 3 2003 Annals of the Missouri Botanical Garden

ÁLVAREZ FERNÁNDEZ, I., 2003. Systematics of the Eurasian and North-African genus Doronicum (Asteraceae, Senecioneae). Annals of the Missouri Botanical Garden 90: 319-389

Notas do Herbário Florestal do INRB (LISFA): Fasc. XXX

www.scielo.oces.mctes.pt/pdf/slu/v18n1/v18n1a07.pdf
Formato do ficheiro: PDF/Adobe Acrobat - Visualização rápida
de B Alentejo - 2010 - Artigos relacionados
Editores: jorge.capelo@gmail.com; ana.almeida@inrb.pt. Notas do Herbário Florestal do INRB (LISFA): Fasc. XXX. ∫1. Novarum Flora Lusitana Commentarii ...


Digital Library of the Real Jardín Botánico of Madrid

bibdigital.rjb.csic.es/ing/FichaLibro.php?Libro... - Traduzir esta página
+10 itens – The digital library of the Royal Botanic Garden of Madrid ..
Author(s)Coutinho, António Xavier Pereira
Main titleA flora de Portugal (plantas vasculares) disposta em chaves ...



Flora Digital de Portugal - Jardim Botânico da UTAD

aguiar.hvr.utad.pt/pt/herbario/cons_reg.asp
A Flora Digital de Portugal tem como referência base a informação florística recolhida no Herbário de Vila Real. CRUP. Este trabalho é apoiado pelo Conselho ...


Flora-On | Flora de Portugal interactiva

www.flora-on.pt/
Pesquisa e identificação interactiva das espécies autóctones da flora de Portugal; fotos, informação e mapas de distribuição.


Sem comentários:

Submitir informação sobre uma espécie de plantas

Seguidores