A Associação "Trilhos d'Esplendor" com sede na Praia de Quiaios, Figueira da Foz, pretende fazer em caminhadas guiadas uma descrição fotográfica da Flora da Serra da Boa Viagem e das Dunas de Mira, Gândara e Gafanhas. Também mostramos o uso fito-terapêutico desta Flora cujo valor na medicina tradicional é bem conhecido na população local. São todos convidados para descobrir a beleza florística desta terra. Visitem uma das regiões mais importantes de biodiversidade de Portugal!

Download of PDFs (2 Volumes - Eds. 2014):

"Polunin - Flowers of South-West Europe - revisited" (Vol. I - Introdução - 371 pp.) (->Download)

"Polunin - Flowers of South-West Europe - revisited" (Vol. II - Portugal - 1559 pp.) (-> Download)

(contains Web links to Flora-On for observed plant species, Web links to high resolution Google satellite-maps (JPG) of plant-hunting regions from the Iberian peninsula; illustrated text in Portuguese language)


Pesquisar neste blogue

Flora da Serra da Boa Viagem - Folha de Cálculo - > 500 Taxa - > 5000 Fotografias, Scans e Chaves

Polunin - Flowers of South-West Europe - revisited - última compilação

Polunin - Flowers of South-West Europe - revisited (Volume I - Portugal) Download PDFs (>300MB)

sábado, 6 de março de 2010

Borago officinalis

Borago officinalis




Descrição (from Wikipédia):

 

A borragem (Borago officinalis L.) da família das Boraginaceae, conhecida no Brasil também por borrage, borracha, borracha-chimarrona e foligem, é uma planta medicinal. É uma planta herbácea anual, mediterrânea, crescendo em terras ricas em azoto. Fora de algumas zonas da Alemanha ou do norte da Espanha onde é utilizada como legume, o seu cultivo é feito principalmente para a produção de sementes. A planta é rica em mucilagem e nitrato de potássio, tendo propriedades emolientes, sudoríferas e diuréticas, úteis no tratamento de sintomas relacionados com gripe, bronquite, afecções das vias urinárias, herpes e sarampo, entre outros. É também utilizada em medicamentos indicados para alívio da tensão pré-menstrual e em anti-inflamatórios para patologias relacionadas com inflamações e tumores.


Seu uso é mais conhecido através do óleo de borragem. Este óleo é extraído da semente da planta e é usado em problemas cutâneos, tanto por aplicação tópica como por ingestão. É também indicado o uso de chás, mas por as folhas da borragem possuírem pêlo, é necessário passar o chá por um processo de filtração. As suas flores são também utilizadas. As flores e as folhas contêm alcalóides pirrolizidínicos, pelo que o seu uso é geralmente desaconselhado durante a gravidez; tais compostos estão também envolvidos em hepatotoxicidade e actividade carcinogénia, desaconselhando-se o seu uso prolongado.



Borago officinalis L.
Divisão
Spermatophyta
Subdivisão
Magnoliophytina (Angiospermae)
Classe
Magnoliopsida
Subclasse
Lamiidae
Ordem
Solanales
Família
Boraginaceae
EspécieBorago officinalisDescritor
L.
Subespecie
Variedade
Tipo Fisionómico
Terófito
 
Sinonimias
Nome comumBorago; Borragem; Borragem-comum
Distribuição Geral
S e W Europa e Região Mediterrânica; subespotânea noutros pontos (especialmente no C e E Europa)
HabitatTerrenos cultivados, incultos e ruderal
Época de FloraçãoJaneiro - Outubro
Notas
DistribuiçãoImagem 1
Imagem 2Imagem3


Locais de registo na Praia de Quiaios e na Serra da Boaviagem:





Identificação:










O Género Borago na "Flora Iberica"


Distribuição de Borago officinalis em Portugal (Flora Digital de Portugal):







Utilização:

Traditionally borage was cultivated for culinary and medicinal uses, although today commercial cultivation is mainly as an oilseed. The seed oil is desired as source of gamma-linolenic acid (GLA, 18:3, cis 6,9,12-octadecatrienoic acid), for which borage is the highest known plant-based source (17-28%).[1] The seed oil content is between 26-38% and in addition to GLA contains the fatty acids palmitic acid (10-11%), stearic acid (3.5-4.5%), oleic acid (16-20%), linoleic acid (35-38%), eicosenoic acid (3.5-5.5%), erucic acid (1.5-3.5%), and nervonic acid (1.5%). The oil is often marketed as "starflower oil" or "borage oil" for uses as a GLA supplement, although healthy adults will typically produce ample GLA through dietary linoleic acid.


Borage production does include use as either a fresh vegetable or a dried herb. As a fresh vegetable, borage, with a cucumber like taste, is often used in salads or as a garnish. The flower, which contains the non-toxic pyrrolizidine alkaloid thesinine, has a sweet honey-like taste and as one of the few truly blue-colored edible things, is often used to decorate dessert. It is notable that the leaves have been found to contain small amounts (10 ppm of dried herb) of the liver-toxic pyrrolizidine alkaloids: intermedine, lycopsamine, amabiline and supinine.

Vegetable use of borage is common in Germany, in the Spanish regions of Aragón and Navarra and in the Italian northern region Liguria. Although often used in soups, one of the better known German borage recipes is the Green Sauce (Grüne Soße) made in Frankfurt. In Italian Liguria, borage is commonly used as filling of the traditional pasta ravioli. The leaves and flowers were originally used in Pimms before it was replaced by mint. It is used to flavour pickled gherkins in Poland.


Naturopathic practitioners use borage for regulation of metabolism and the hormonal system, and consider it to be a good remedy for PMS and menopause symptoms, such as the hot flash. Borage is sometimes indicated to alleviate and heal colds, bronchitis, and respiratory infections, and in general for its anti-inflammatory and balsamic properties. The flowers can be prepared in infusion to take advantage of its medicinal properties. The oleic and palmitic acid of borage may also confer a hypocholesterolemic effect.

Borage is also traditionally used as a garnish in the Pimms Cup cocktail, but is often replaced by cucumber if not available.

Borage is used in companion planting; if planted near tomato plants it is said not only to improve their growth but also to make them taste better and to repel the tomato hornworm.




Alguma fotografias da Praia de Quiaios:









Links e Bibliografia:

as minhas plantas: Borago officinalis

Nome cientifico: Borago officinalis (L.) Nome vulgar: Borragem ..... Flora de Aragon · Flora Digital de Portugal · Flora dos Açores · Flora Iberica ...
asminhasplantas.blogspot.com/.../borago-officinalis-l.html -

Borragem - Wikipédia, a enciclopédia livre

A borragem (Borago officinalis L.), conhecida no Brasil também por borrage, borracha, borracha-chimarrona e foligem, é uma planta medicinal. ...
pt.wikipedia.org/wiki/Borragem - Em cache - Semelhante


Família Boragináceas

Borago officinalis (L.) FAMÍLIA: Boragináceas. NOME VULGAR: Borragem. DESCRIÇÃO: planta de 2 a 4 dm, setígero-híspida; flores grandes, pediceladas, ...
biorui.no.sapo.pt/boraginaceas.htm - Em cache - Semelhante


Borago officinalis em:

SOPHY

 - [ Traduzir esta página ]
Données sur la localisation d'espèces. Téléchargement de codes : code floristique des végétaux vasculaires de la France, code des Bryophytes, code Flora ...
sophy.u-3mrs.fr/ - Em cache - Semelhante


Flora Digital de Portugal

Flora Digital de Portugal. Regressar ao Site. Livraria | Quadros | Chás | Diversos ... Boraginaceae, Borago officinalis, Borago; Borragem; Borragem-comum ...
aguiar.hvr.utad.pt/pt/.../cons_reg_fam.asp?familia... - Em cache - Semelhante






Sem comentários:

Submitir informação sobre uma espécie de plantas

Seguidores