A Associação "Trilhos d'Esplendor" com sede na Praia de Quiaios, Figueira da Foz, pretende fazer em caminhadas guiadas uma descrição fotográfica da Flora da Serra da Boa Viagem e das Dunas de Mira, Gândara e Gafanhas. Também mostramos o uso fito-terapêutico desta Flora cujo valor na medicina tradicional é bem conhecido na população local. São todos convidados para descobrir a beleza florística desta terra. Visitem uma das regiões mais importantes de biodiversidade de Portugal!

Download of PDFs (2 Volumes - Eds. 2014):

"Polunin - Flowers of South-West Europe - revisited" (Vol. I - Introdução - 371 pp.) (->Download)

"Polunin - Flowers of South-West Europe - revisited" (Vol. II - Portugal - 1559 pp.) (-> Download)

(contains Web links to Flora-On for observed plant species, Web links to high resolution Google satellite-maps (JPG) of plant-hunting regions from the Iberian peninsula; illustrated text in Portuguese language)


Pesquisar neste blogue

Flora da Serra da Boa Viagem - Folha de Cálculo - > 500 Taxa - > 5000 Fotografias, Scans e Chaves

Polunin - Flowers of South-West Europe - revisited - última compilação

Polunin - Flowers of South-West Europe - revisited (Volume I - Portugal) Download PDFs (>300MB)

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Agave americana

Agave americana



Descrição (from Wikipédia):


Agave americana, conhecida popularmente como agave, pita ou piteira, é uma planta originária do México. Suas folhas de bordas espinhosas são distribuídas em roseta, podendo atingir até três metros de comprimento. Sua floração é ocasional, podendo atingir até 8 m de altura. Popularmente atribui-se o nome de variedade marginata para aquelas plantas que tem as margens das folhas amarelas.

Agave americana, após a descoberta da América, foi uma das primeiras plantas suculentas importadas na Europa. Joachim Camerarius, em 1561, descreve uma agave num jardim em Pádua. Já em 1588 cresceu uma agave, provavelmente proveniente de Pádua, no seu jardim em Nueremberga, mas ainda foi lhe atribuída o nome de Aloe spinosa. Carolus Clusius descreveu a planta em 1576 como Aloe americana.

A primeira imagem com o nome de "Aloe ex Amerika" encontra-se num trabalho de Rembert Dodoens de 1583. A primeira ilustração colorida foi mostrada em 1613 por Hortus Eystettensis.



Locais de registo na Praia de Quiaios e na Serra da Boaviagem:


Além de ser utilizada como planta ornamental, a Agave americana encontra-se nas depressões intradunares, com menos frequência nas dunas cinzentas e/ou arborizadas; também ocorre nas falésias e nas encostas da serra.



Identificação:







Utilização:

Se a haste floral é cortado sem flor, um líquido doce chamado de água mel (água mel ") acumula-se na planta. Isso pode ser fermentada para produzir a bebida chamada pulque. As folhas também dão rendimento de fibras, conhecida como pita, que são adequados para fabricar cordas, esteiras, pano grosso e são utilizados para bordados de couro numa técnica conhecida como piteado. Ambos pulque e fibras de agave foram importantes para a economia do México pré-colombiano. A produção continua até hoje a uma escala muito menor. O néctar da agave (também chamado de xarope de agave) foi recentemente introduzido no mercado como um substituto do açúcar saudável natural.


Alguma fotografias da Praia de Quiaios:






Links e Bibliografia:

Agave - Wikipédia, a enciclopédia livre

Agave é um género de plantas suculentas da família Agavaceae, originárias sobretudo do México e em menor grau dos Estados Unidos, América Central e América ...
pt.wikipedia.org/wiki/Agave - Em cache - Semelhante

Agave americana - Wikipédia, a enciclopédia livre

 - 3 visitas - 28 Jan
Agave americana, conhecida popularmente como agave, pita ou piteira, é uma planta originária do México. Suas folhas de bordas espinhosas são distribuídas em ...
pt.wikipedia.org/wiki/Agave_americana




Sem comentários:

Submitir informação sobre uma espécie de plantas

Seguidores